Teoria da Exterogestação – Banho de balde

Dando banho de balde em João e me lembrando do quão desconhecida é a teoria da exterogestação. Se aprendermos um pouquinho sobre como se desenvolvem os bebês fica mais fácil tornar seus dias mais prazerosos.

banho balde joao

primeiro banho de balde de João no 4º dia de vida

Publicado no Facebook em 12 de dezembro de 2014

“Já a alguns meses Filipe não tomava banho de balde pois cresceu e não cabia mais no baldinho que usamos nos primeiros meses de vida. 
banho de baldeEssa semana ele, na sua fase de esvaziar as coisas, tirou toda a roupa suja do cesto enquanto eu preparava o banho. Acenderam luzes na minha cabeça de mãe e, sem pensar duas vezes, enchi o cesto de água e matamos as saudades do banho de balde que ele tanto gostava. Já repetimos a dose e agora vai voltar pra rotina, pois ele estava tomando banho em pé aqui em casa e na banheira na casa dos avós, mas faltava esse momento relax.
Você sabe de onde veio essa ideia de banho de balde? Se não, te explico.

Existe uma teoria, chamada teoria da exterogestação, que afirma que bebês humanos nascem imaturos se comparados aos demais mamíferos. O que faz todo sentido se observarmos filhotes de vacas, girafas, entre outros que nascem e já se colocam em pé.  
Segundo essa teoria, isso ocorre por sermos bípedes e não podermos gestar um bebê por mais de 40 semanas, pois ele não passaria pela pelve da mãe.
Assim sendo, o primeiro trimestre de vida do bebê seria o final da gestação, só que do lado de fora da barriga.
Pelo senso comum, todo mundo que já teve filhos sabe que aos três meses eles se transformam em outros bebês, cessam as choradeiras geralmente atribuídas às cólicas (mas isso é um capítulo à parte), passam a dormir menos e interagem mais com as pessoas e com o ambiente. É como se tivesse terminado o processo de gestar.
Para ajudar um bebê a passar por esses três primeiros meses de vida de forma mais agradável, propõe-se que se simule o ambiente intrauterino de várias formas. 
Uma delas é manter a cria ao máximo em contato com o corpo da mãe, que é o que ele mais conhece. O sling é uma ferramenta maravilhosa, falo dele em outra oportunidade.
Uma outra estratégia é o banho de balde. Ao contrário da banheira, onde não há limites, no balde os limites estão claros, assim como no útero materno. O bebê fica contido, com as pernas encolhidas e a água aquecida o envolve. É um momento de relaxamento intenso e alguns bebês chegam a dormir durante o banho. Existem inúmeros vídeos na internet ensinando a técnica, mas te asseguro que é super simples.
Aqui em casa usamos e abusamos do balde nesses três primeiros meses. O banho da manhã era o de higiene e o da noite era o de relaxamento. Lançamos mão desse recurso também naquelas madrugadas em que nada fazia parar o choro do recém-nascido. Era banho de balde, massagem abdominal e aquele cocô tipo bomba atômica em seguida! rsrsrs
Por volta dos 6 meses deixamos de usar porque Filipe não cabia mais no balde, mas agora que descobrimos o cesto de roupa suja voltaremos ao ofurô. Nos dois dias em que tomou banho assim ele relaxou beleza e pegou no sono assim que saiu.
Se vc é mãe de RN ou está gestante providencie um balde e vá ser feliz com seu bebê! Existem modelos específicos para crianças, mas qualquer balde serve, desde que não tenha bordas ou pontas cortantes e tenha uma boa estabilidade.”

Acrescento aqui uma outra dica para tornar o banho mais prazeroso, especialmente no primeiro mês: envolva os braços do bebê numa fralda de pano. Isso evitará o reflexo de moro (aquele movimento descontrolado dos braços do recém nascido que o deixa irritado) e deixará o espaço mais reduzido, semelhante ao ambiente intrauterino. Essa técnica pode ser usada tanto no balde quanto na banheira.

banho joao fralda

João e a fralda de pano no banho de banheira. Ainda em uso aos 35 dias.

Anúncios

5 comentários sobre “Teoria da Exterogestação – Banho de balde

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s