Dores de mãe

Um dos grandes desafios que os últimos 10 anos como esposa de pastor me trouxeram foi aprender a chorar com os que choram, mais do que a me alegrar com os que se alegram. Falar do amor e do poder de Deus é um privilégio e estar presente nas conquistas, uma dádiva, mas o caminho nunca é só de sorrisos e os momentos de choro nos ensinam muitas lições, sejam eles choros por nós mesmas, ou lágrimas solidárias.

lagrima

O choro que mais me toca é o choro das mães. Ah, e como choram, ou melhor, como choramos…

Choramos porque, de alguma forma, acreditamos que basta amarmos nossos filhos para poupá-los de todo e qualquer tipo de sofrimento.

Choramos por acreditarmos que nossos filhos corresponderão a todas as nossas expectativas e projeções daquilo que não fomos.

E finalmente, choramos por vermos neles, o espelho daquilo que não queremos enxergar em nós mesmas.

Aos poucos vou percebendo que nossa missão não é poupar nossos filhos das dores e assim, poupar a nós mesmas de vê-los sofrer.

Antes, o desafio de maternar está em formar indivíduos sábios e preparados para lidar com as próprias dores e estar sempre ali, ao lado, com aquele olhar de afeto capaz de acolher, confortar, apontar saídas e mostrar novas possibilidades.

Idealizar uma maternidade perfeita, onde se tem controle sobre tudo e, especialmente sobre os filhos, é garantir uma quantidade enorme de frustrações, pois apesar de nossos, os filhos são e precisam ser eles mesmos.

Reveja suas expectativas em relação aos seus filhos e tente ficar apenas com a real possibilidade: com o amor que ama “apesar de” e está disposto a permanecer “ainda que” não seja correspondido da forma idealizada.

Esses dias chorei com uma mãe cuja dor era tão grande que um par de olhos não foram suficientes para externa-la. Foi  preciso outro par e outro ombro e outros tantos suspiros.

Se você, mãe, hoje chora, lembre-se de que, em Deus há o consolo necessário e de que este costuma vir não apenas por Sua palavra, mas pelos ombros de outra pessoa. Procure ajuda, busque apoio, cerque-se de pessoas que a auxiliem e não daquele que colocam mais peso nessa carga. E pra você, um abraço apertado!

consolo

Anúncios

Um comentário sobre “Dores de mãe

Deixe uma resposta para sueli fernandes Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s