Comidinhas do Filipe – salada no pote

A receita de hoje é para toda família e foi uma descoberta surpreendente para a minha.

Temos o hábito de comer salada diariamente, mas o preparo desta consome bastante tempo em virtude da necessidade de higienizar corretamente todos os ingredientes e, com uma criança pequena, tempo é algo precioso e escasso.

Já faz tempo que vi uma sugestão de armazenar a salada pronta em potes para consumir durante a semana, mas não coloquei fé. Há duas semanas resolvi fazer uma experiência e foi uma grata surpresa. Neste domingo fiz pra valer. Dá um pouco de trabalho pra montar, mas isso é compensado durante a semana quando você só precisa abrir o pote, repicar a salada e comer.

salada pote resultado 1

Essa não é a salada da receita, mas a primeira remessa que fiz pra teste. Não coloquei molho em todas por receio de azedar, mas mesmo as de molho pareciam feitas na hora.

Vamos à receita?

Você pode fazer a salada com os ingredientes que preferir ou dispuser. O único segredo é colocar os ingredientes o mais secos possível e não usar nada quente durante a montagem.

Um pote de 500ml é o suficiente para duas pessoas e um de 800ml para uma família maior, a não ser que na sua casa o consumo seja de um pratão de salada por pessoa. Eu tinha guardados os potes de armazenamento de leite materno que estavam sem utilidade. São pequenos (380ml) e renderam porções individuais. Você pode usar vidros de conservas ou esses de cereais encontrados em lojas de utilidades domésticas.

Com as quantidades indicadas abaixo eu consegui 13 potes, que não serão suficientes para a semana toda, mas já ajudam. Abaixo segue o que usei para as saladas dessa semana. Escrevi a quantidade que coloquei em cada porção (no meu caso potes individuais), mas é a gosto do freguês. Tem quem prefira mais folha, menos folha, enfim, a salada é sua e isso aqui é só um roteiro.

Ingredientes:

salada pote ingredientes

ingredientes preparados e prontos para a linha de montagem

  • molho caseiro – 3 colheres sopa por pessoa;
  • 1 xícara de quinoa – 2 colheres sopa bem cheias por pessoa;
  • 2 cenouras pequenas raladas finamente – 2 colheres sopa por pessoa;
  • 1 pepino japonês em lâminas – 4 lâminas por pessoa;
  • 400g tomates cereja inteiros – 3 tomates por pessoa;
  • 1 cacho grande de uva sem semente – 3 uvas por pessoa;
  • 1 brócolis ninja – 3 bouquets pequenos por pessoa;
  • salsa picada bem miudinha – uma colher de sobremesa por pessoa;
  • broto de alfafa (não lavo) – 1 punhado por pessoa;
  • 1 maço grande de rúcula – 3 a 4 folhas por pessoa;
  • 1 pé de alface médio – 1 folha grande por pessoa;

Preparo

Comece pelos ingredientes que precisarem de cozimento para que resfriem em tempo. Não utilizar nenhum ingrediente quente ou morno na montagem pois isso danificará as folhas.

Quinoa – ferver 3 xícaras de água, acrescentar os grãos e cozinhar semi-tampada em fogo brando. Se necessário acrescentar mais água ao final. Eu espalho a quinoa cozida sobre uma travessa e coloco no freezer por alguns minutos. Você pode substituí-la por cevada, aveia em grãos, cuscuz marroquino ou o cereal de sua preferência.

Brócolis ninja – separei os bouquets e parti novamente pra formar pedaços menores pois os maiores ocupam mais espaço no pote. Cozinhar no vapor e, imediatamente após o cozimento, mergulhar numa bacia com água gelada e gelo para interromper o cozimento. Escorrer e deixar sobre papel toalha ou pano de prato limpo para drenar bem a água. Eu tive que trocar o papel toalha algumas vezes porque os bouquets de brócolis armazenarem bastante água. Mesmo procedimento para brócolis comum ou couve-flor.

Tomates e as uva – optei por usá-los  inteiros para evitar que soltassem água, assim como as folhas, para evitar oxidação e perda de nutrientes.

Vegetais folhosos – deixar de molho em mistura sanitizante na proporção de 1 colher de sopa de água sanitária para cada litro de água. Enxaguar lavando bem.

salada pote centrifugaCentrifugar ou retirar bem o excesso de água sacudindo ou deixando escorrer. Eu tenho uma centrífuga de folhas, utensílio barato e muito útil na cozinha. Acho que vale a pena o pequeno investimento pelo retorno do produto. Mesmo depois de centrifugadas, eu espalhei as folhas sobre um pano de prato limpo e, com outro pano, fui secando uma a uma. Sim, essa é a parte que demanda mais tempo, mas garante que sua salada dure até 7 dias pois é a umidade que acelera a deterioração. Usei rúcula e alface, mas pode ser qualquer hortaliça de sua preferência.

O mesmo fiz com a salsa, mas essa eu piquei bem miudinha. Quem gosta de coentro pode substituir.

Receita básica de molho

  • 1 parte de ácido – vinagre de álcool, vinho ou maçã, suco de limão, mix de suco de laranja com limão ou vinagre, aceto balsâmico. Se for usar o aceto diminuir para 1/2 parte de ácido porque é mais concentrado;
  • 2 partes de azeite prensado a frio (gosto de oliva, de abacate, de semente de uva);
  • sal a gosto;
  • pimenta do reino a gosto.

À essa mistura básica eu acrescento o ingrediente que vai dar o sabor do molho, como por exemplo, uma das opções abaixo

  • mostarda e mel ou;
  • gengibre ralado ou gengibre em pó ou;
  • geleia de laranja ou;
  • geleia de maracujá ou;
  • molho shoyo (nesse caso não usar o sal) e gotas de óleo de gergelim ou;
  • iogurte natural e hortelã finamente picada.

Aí vai da sua criatividade. Não tenho como passar as quantidades porque molho é na intuição e no paladar. Usando a proporção acima você vai provando e acrescentado o que sentir falta, até chegar no sabor balanceado. Eu gosto de colocar tudo num potinho com tampa e chacoalhar bem. Isso faz com que o azeite se emulsifique com a ação do ácido e fica um molho espesso bem saboroso.

A montagem da receita obedece à seguinte sequência:

  • molho no fundo;
  • grãos;
  • legumes mais pesados;
  • hortaliças por cima.

Etiquetei os potes identificando as saladas pelos molhos. Como o broto de alfafa é mais perecível, não coloquei em todos e separei os potes com broto para serem consumidos primeiro.

salada pote resultado 2

13 lindos potinhos individuais para a semana.

O resultado é uma saladinha deliciosa e fresca prontinha para o consumo, da geladeira para o prato. Como usei alguns ingredientes inteiros, dei uma repicada na hora de consumir. Aqui foi aprovado e vai continuar na rotina da casa. Que tal experimentar?

PS – enquanto eu secava as folhas Filipe pediu rúcula. Ele come na salada normalmente, mas nunca tinha comido a rúcula pura. Ofereci e ele fez a pior careta de todos os tempos quando mastigou, mas para minha surpresa continuou comendo e ainda pediu mais! Vai entender…
Quer ver a reação dele? Assista ao novo vídeo no nosso canal no Youtube

Anúncios

13 comentários sobre “Comidinhas do Filipe – salada no pote

    • Oi Madalena, eu não fiz essa conta porque as minhas são para consumo próprio. Veja quanto gasta de ingredientes pra ter uma base.
      Já vi uma reportagem com uma mulher que vende e ela uso o sistema de potes retornaveis. Quem compra devolve. Achei a ideia legal pois o mais caro seriam os potes.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s