Ainda não nasceu????? Afinal, quanto tempo dura uma gestação?

Ontem fui à igreja e, assim como na gestação de Filipe, que chegou às 41 semanas, a frase que mais ouvi foi:

– Ainda não nasceu?????

Até quem não verbalizou expressou com o olhar o espanto de ainda haver um bebê na minha barriga.

Entendo a ansiedade coletiva e vejo como mostra de muito carinho a preocupação de todos em relação à gravidez, mas também sei que existe muito medo em torno de uma gestação um pouco mais prolongada. Em parte porque vivemos a era das cesarianas eletivas, marcadas, geralmente, até a 39ª semana. Mas, afinal, quanto tempo dura uma gestação?

Resposta na ponta da língua: 9 meses uai! Mas pra muita gente calcular 9 meses é multiplicar 4 semanas por 9 meses obtendo um resultado equivocado de 36 semanas. Se usarmos esse mesmo raciocínio para um gestação que se prolonga por 41/42 semanas, teremos um bebê de 10 meses! Espera, 10 meses? Aí não pode, são nove!!!! E assim a confusão está formada.

O fato é que a contagem mais precisa de uma gestação se dá por semanas e não por meses e ela começa duas semanas antes da possível data de concepção. Contam-se as semanas gestacionais pela data da última menstruação (DUM) e, em ciclos menstruais regulares, a ovulação ocorre em torno do 14° dia após a descida da menstruação. Todavia, diversos fatores podem alterar a data dessa ovulação e, assim, tornar essa contagem de idade gestacional imprecisa.

A ultrassonografia nas primeiras semanas gestacionais (entre a 6ª e a 8ª) é a melhor ferramenta para precisar a idade gestacional, mas uma parte considerável das gestantes confirma a gravidez depois disso e, por isso, não tem tanta precisão na marcação.

Pela DUM, calcula-se a DPP – data provável do parto. São 40 semanas após a DUM, podendo o bebê nascer entre 10 e 15 dias antes ou depois dessa data. Bebês nascidos antes disso são considerados pré-termo (prematuros) ou pós-termo, respectivamente.

Infelizmente, no Brasil, boa parte dos obstetras considera a DPP como data limite para o parto e oferece como alternativa apenas a cesariana caso a gestação se prolongue um pouco mais enquanto as evidências científicas mostram segurança na espera, guardadas algumas precauções.

Cerca de 10% das gestações se prolongam por mais de 41 semanas e 5% por mais de 42 – lembrando que existe a possibilidade do cálculo da idade gestacional estar errado e essa gestação não estar, de fato, com 42 semanas. A conduta ideal, segundo as revisões sistemáticas, é aguardar o trabalho de parto espontâneo até a 41ª semana com o pré-natal normal e com acompanhamento da maturidade fetal após a 41ª semana feito com exames específicos como cardiotoco e avaliação do líquido amniótico. Existe ainda a possibilidade de indução do parto e não necessariamente de cesariana.

gravida bomba relógioAguardar o tempo do bebê é um enorme desafio para as gestantes que assim decidem. Por um lado por causa da pressão social, com milhões de histórias de “filhas da amiga da vizinha” que perderam seus bebês porque “passaram do tempo” e por outro porque são poucas as que tem acesso a um serviço de saúde que garanta a avaliação adequada desse bebê nas últimas semanas.

Mas os benefícios são grandes. As últimas semanas de gestação garantem ao bebê o desenvolvimento da capacidade respiratória, o ganho de peso e o aporte de ferro, ou seja, a prontidão para viver a adaptação ao munto extrauterino sem maiores complicações. A antecipação do parto pode resultar no nascimento de um bebê imaturo, apesar da contagem de semanas estar “correta”. Não é atoa que temos uma superpopulação de bebês em UTI’s neonatais por desconforto respiratório, o famoso “bebê cansado”. São, geralmente, bebês nascidos de cesáreas eletivas que não estavam prontos para nascer.

Além disso, o trabalho de parto espontâneo apresenta menor risco que os partos induzidos. É preciso lembrar que, a cada intervenção, acrescem-se os riscos ao desfecho e, por isso, o risco benefício deve sempre ser apresentado para que a gestante, junto com o profissional assistente, decida sobre a melhor conduta para seu caso.

Nessa gestação, eu tenho duas DPP’s. Sim, duas. Uma calculada pela DUM (data da última menstruação) e outra pela minha tabelinha de ovulação. Eu engravidei amamentando e, justamente no mês da concepção, Filipe estava com quatro dentes nascendo e passou 25 dias em aleitamento materno exclusivo, sem comer limento sólido. Todos os sintomas de ovulação que sempre observo no meu corpo foram sentidos com uma semana de atraso, ou seja, 21 dias após as menstruação, e não 14, como no ciclo regular.

Tenho duas ultrassonografias entre 6 e 8 semanas, cada uma confirmando uma data. Trocando em miúdos, se estivesse sendo acompanhada por obstetra que não trabalha por evidências científicas, poderia passar por uma cesárea às 40 semanas quando, na verdade, o bebê estaria com apenas 39! Percebe como é arriscado?

Enfim, esperar é uma arte. Não é fácil! Quem tá no final da gestação sabe do cansaço, da pouca qualidade de sono, dos desconfortos, da ansiedade e da pressão externa em torno do nascimento. Mas tornar-se mãe requer esse aprendizado, não só para o nascimento, mas para todas as demais fases de vida de nossos filhos.

Esperar o tempo deles, caminhando como guias, pouco a pouco, No passo dos meninos, com mais amor e menos pressa.

Esse é meu lema. E que bebê 2 venha quando estiver pronto!

ivina-0390

Para mais informações sugiro a leitura de Estudando a gravidez prolongada, de Melania Amorim e Gravidez pós-termo e pós-maturidade, no Manual Merck.

Anúncios

4 comentários sobre “Ainda não nasceu????? Afinal, quanto tempo dura uma gestação?

  1. Não sei se pode me ajudar , eu sempre mestruei dia 23, só que no mês de Abril ela veio dia 9 .. no mês de Maio descobrir q estava grávida , dia 20 de Junho fiz a Trans e estava de 9 semanas , constando q minha menstruação tinha vindo 25 de Abril q de fato não foi… e tive relação apenas no dia 10 de maio … ou seja estou perdida são cálculos impossíveis , e em cada ultra da datas diferentes

    Curtir

    • Oi Liliane,
      Desculpe a demora, ando meio ausente do blog.
      Fiquei um pouco confusa com as datas. Confirme aí
      data da última menstruação: 09/04
      data da relação: 10/05 – só foi essa mesmo?
      data da transvaginal que indicou 9 semanas: ???
      teve algum outro exame?

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s