Comidinhas do Filipe – geleias

Sou consumidora de geleia e iogurtes caseiros desde a infância. Meu pai começou fazendo geleias de casca de banana, de laranja e daquela polpa branca do maracujá. Sempre tinha um potinho na mesa do café da manhã.

A aproximadamente 3 anos comecei a diminuir o açúcar na minha alimentação e isso alterou o preparo das geleias. Passei a usar a metade do que pediam as receitas e  optei pelo açúcar demerara.

Quando Filipe começou a introdução alimentar, optei por não oferecer açúcar até os dois anos pois acredito que esse sabor é aceito sem nenhum esforço e a vida vai se encarregar de apresentá-lo ao meu filho. Ele consume tudo sem açúcar e vem aprendendo a apreciar o sabor dos alimentos.

Mas e a geleia? Não dava pra deixar de fora algo que é tão presente na nossa alimentação.

Pesquisamos e encontramos alternativas. Adoçamos as geleias com purê de uva passa branca que agrega valor nutricional à preparação, ao contrário do açúcar, que é uma caloria vazia, . E para as geleias de frutas com pouca pectina,  lançamos mão do agar-agar para dar textura, função que o açúcar exercia.

O resultado são geleias naturais, saborosas e nutritivas. Filipe ama geleia com iogurte caseiro, com beijú e com pão e pra mim é uma alegria ver uma tradição de família sendo passada para mais uma geração.

geleia filipe

Experimentando geleia de casca de maracujá

Receita base para geleia:

  • frutas in natura lavadas e picadas a critério do cozinheiro, podendo ser pedaços maiores ou menores;
  • açúcar demerara ou purê de uva passa branca  – colocar as uvas numa panela, cobrir de água e levar ao fogo para ferver e hidratar. Bater em liquidificador e usar como adoçante na quantidade que quiser;
  • fava de baunilha – não é fácil de achar, as que eu tenho em casa foram trazidas da Índia pelos avós, mas o sabor e o aroma são inigualáveis. Se não tiver acesso não use, mas não tente com essência de baunilha de supermercado porque fica horrível.

Frutas com casca bem vermelha ou roxa (morango, cereja, amora, maçã, jabuticaba, framboesa) são ricas em pectina e vão dar a consistência de geleia naturalmente. As outras frutas precisam de uma ajudinha. Estamos usando agar-agar, que é uma gelatina natural a base de alga encontrada em lojinhas de produtos naturais ou japoneses. Basta 1 col de café misturada à receita para deixar na consistência. Se quiser uma geleia mais dura é só aumentar a quantidade.

Preparo:

Levar todos os ingredientes ao fogo médio e deixar ferver enquanto mexe até adquirir a consistência desejada, lembrando que, ao esfriar, a geleia tende a endurecer. A dica é separar uma pequena porção para esfriar e ver se a consistência agrada. Assim fica mais fácil saber quando desligar o fogo.

geleia pedaços

Fruta picada a seu critério.

geleia preparo

Geleia em ponto mais mole

geleia resultado final

Resultado final

Não faça grandes quantidades. Por ser totalmente natural e sem conservantes, a validade é menor, em torno de 15 dias.

Pode ser consumida no pão, no beiju/tapioca, no iogurte natural, como recheio de bolos, como cobertura de tortas, como cobertura de sorvete (é só deixar mais mole), enfim, super versátil, saborosa, nutritiva e saudável!

geleia com iogurte

Com iogurte natural

geleia como cobertura

Como cobertura de uma cheesecake

Deu água na boca? Teste a receita e volte aqui pra contar como ficou!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s