Não se canse!

Faz mais de 6 anos que não engreno uma atividade física regular. Para ser mais precisa, desde que Filipe nasceu que só faço levantamento de menino 😂

Acontece que a juventude vai embora e com ela o tônus muscular hehe. Ando me sentindo uma velhinha, com dificuldades para agachar, descer escadas… Semana passada tomei vergonha e arrumei um treino em circuito para ser executado em casa – única possibilidade no momento.

Tentando me animar a começar, convoco os meninos para treinadores, ao que atendem prontamente. Tênis nos pés, tapete de ginástica na sala, celular com treino à mão:

– Às suas marcas, valendo!

Começo o mais empolgada que consigo, sem me atentar à quantidade de repetições de cada série uma vez que meus treinadores já checaram. Primeiro baque: 2 minutos de flexão de braço com apoio dos joelhos. Como assim???????? Nos áureos tempos de atleta no Colégio Militar de Fortaleza isso teria soado como aquecimento, mas depois de 6 anos de inatividade, o máximo que julgo conseguir são 5 movimentos. No primeiro minuto começo a morrer…

– Não pare! Continue! Ainda não apitou o cronômetro! – grita um dos meninos.
– Mano, não aguento. É difícil demais – digo gemendo.
– Você consegue mamaca! Eu sei que você consegue! – responde o outro.
Os braços e o abdômen tremem involuntariamente.
– Não dá! Vou parar por aqui…
– NÃÃÃO!!!!!!! Você não pode parar. Você ensinou pra gente que não podemos desistir. Você consegue. Força!

Eu não sei te explicar como, mas faço os dois minutos de flexão de apoio e todo o resto da série que incluía outras dez flexões de braço completas. Dez! Você está entendendo???? DEZ!!!! E ainda repito o circuito mais uma vez.

Na hora do banho, meus braços não se ergem sequer para lavar o cabelo. Eles desligam até o dia seguinte, literalmente.

Isso já faz uns dias e, por alguma razão, eu optei por treinar depois que os meninos dormem 😂😂😂, mas o fato é que, a cada dor muscular, lembro das palavras deles: você nos ensinou a não desistir. Não me recordo de haver ensinado isso intencionalmente, mas sim, diante de cada desafio que enfrentaram eu estava ao lado encorajando e dizendo que podiam ir um pouco além, que se treinassem mais conseguiriam, que não se pode desistir no primeiro fracasso. É claro que ainda desistem, choram de frustração, buscam o caminho mais fácil e de menos dor, mas a semente está lá germinando e me dizendo bem alto usando as palavras do apóstolo Paulo:

– “Não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos. Isso é, se não houvermos desfalecido”. (Gálatas 6:10)

Não se canse de ensinar, instruir, repetir, modelar o comportamento. Não se canse de aconchegar, encorajar, de olhar nos olhos dos seus filhos e declarar quem eles são em Cristo e o que podem fazer com Ele. Não se canse de cuidar da sua casa, da rotina, da ordem, da comida, proporcionando aos seus um ambiente saudável de desenvolvimento. Não se canse de recorrer a Deus para receber as forças que dia a dia se esvaem. Não se canse de caminhar No passo dos meninos!

Agora preciso ir que os treinadores dormiram e vou testar a minha força uma vez mais.

pendurar as chuteiras

Um comentário sobre “Não se canse!

  1. Aaaaah muito top … Vim terminar de ler !!! Vou me esforçar pra vencer essa preguiça e esse cansaço que sinto … E ainda vou levar a minha pequena comigo, pq ela tbem precisa sair da rotina da preguiça…rsrs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s