Amamentação e volta ao trabalho – contratempos

A gente tem o segundo filho e acha que vai ser tudo mais fácil e que vai tirar de letra. Aí vem a realidade e desconstrói as expectativas.

Com Filipe eu não consegui um estoque muito expressivo porque era muito difícil ordenhar mais de 30ml por vez. Mas isso não foi um grande problema porque ele também não curtiu a ideia de tomar leite no copinho e ingeria 80/100ml por vez, o que não me deixou em apuros.

Com João eu consegui um super estoque. Duas coisas me ajudaram bastante a tirar leite. A primeira foi estar amamentando dois, o que, por si só, já aumentou a produção. A segunda foi comprar um bojo para a bomba elétrica num tamanho maior. Nunca imaginei que isso afetasse, mas o bojo maior facilitou muito a sucção e o leite saiu mais rápido e em maior quantidade.

Diferente de Filipe, João não teve dificuldade nenhuma em se adaptar ao copinho e, de cara, tomava 150/180ml por vez entre três e quatro mamadas durante meu expediente de trabalho. Não me preocupei porque o estoque era realmente muito farto.

estoque

estoque de quase 6 litros de leite materno

Voltei ao trabalho quando ele tinha 5 meses e meio e entramos na rotina do aleitamento:

  • guardar um peito na madrugada;
  • ordenhar pela manhã;
  • deixar o leite fresco pra ser oferecido primeiro e o descongelado como complemento;
  • anotar o horário da última mamada antes de sair;
  • ordenhar no intervalo do trabalho;
  • porcionar, etiquetar e congelar a quantidade ordenhada no dia;
  • esterilizar tudo;
  • preparar a bolsa para o dia seguinte.

Na minha cabecinha tudo corria muito bem e a expectativa era de que o consumo de leite fosse diminuindo gradualmente,  à medida que a introdução alimentar fosse se estabelecendo a partir do sexto mês.

Aí veio o inesperado: uma baita alergia nas nádegas de João. Levamos dias para descobrir o que era e, enquanto isso, as lesões de pele foram se espalhando pelas costas. Tirei fralda descartável e passei a usar de pano, suspendi xampu, amaciante caseiro, tudo o que podia interferir, fui a dois dermatologistas, usei corticoide e nada resolvia.

Por fim tivemos um vislumbre a resolvemos apostar. Eu estive em Minas no carnaval e lá sofri uma overdose de carne de porco: costelinha, pernil, feijoada, torresmo, suã, etc. E como boa mineira que sou, voltei pra Salvador carregando mais uns quilos desse suíno tão saboroso e continuei consumindo em excesso. Retirei a carne de porco da minha dieta, mas me dei conta de que meu estoque estava todo comprometido pois foi feito comendo a bendita.

Além disso, com alergia alimentar não se inicia introdução alimentar. É preciso esperar as lesões sumirem para pensar em começar alguma coisa.

Momento piração!!! E agora, faz como com um menino tomando meio litro de leite por dia e um estoque zerado??????

CONFIA, CONFIA, CONFIA. Foi a palavra a que mais me agarrei. Recomecei tudo: ordenha nos finais de semana e religiosamente, toda manhã. Meu corpo respondeu: leite o suficiente para o dia e uma sobrinha para o dia seguinte. E assim seguimos com o estoque miúdo, mas suficiente.

Não descartei o leite comprometido pela carne de porco. Achei serventia pra ele rapidinho. Filipe, que até então não gostava de tomar leite ordenhado no copinho passou a aguardar ansioso as “mamadas” do irmão pra tomar o “restinho” e extremamente frustrado porque esse “restinho” não tava sobrando. Num episódio minha mãe interrompeu a oferta de leite na metade para que João arrotasse. Quando ele arrotou procurou pelo copo e não encontrou. Estava na mão de Filipe que sorria satisfeito lambendo os beiços: “vovó, eu já bebeu tudo!”

Agora ele tem um mega estoque pra se esbaldar. Só não sei o que vou arrumar quando ele terminar de beber esse leite todo. Se tiver alguma ideia me conte.

Quer saber mais sobre como manter o aleitamento materno mesmo voltando ao trabalho? Confira a série de posts sobre o assunto. Já falei sobre os motivos, ordenha, estoque, oferta, até quando ordenhar, preparação, assédio da latinha

Tem alguma dúvida ou gostaria que escrevesse sobre outro tópico relacionado ao assunto? Deixe seu comentário aqui ou lá na página do Facebook No passo dos meninos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s